quarta-feira, setembro 26, 2012

Quando abortamos sonhos.

Aqueles que são a favor do aborto são porque não foram abortados antes de nascer.
 “Alberto Brizola”.

Foi com essa frase que no último domingo08/07/2012 abri minha palestra para falar de amor a algumas pessoas presentes numa pequena congregação da Assembleia de Deus. Não vou me referir a isso como uma pregação, pois não me defino como um grande pregador da palavra de Deus, mas sim, aquele que gosta de compartilhar experiências tendo como base a bíblia e os ensinamentos do mestre Jesus. Desta vez o  tema escolhido foi: Maria unge com unguento os pés de Jesus. Passagem que está assentada no livro de João 12/3,4,5.


 O perfume mais caro.

Ora, essa mulher toma um dos perfumes mais caros da época nardo puro e unge os pés de Jesus surpreendendo a todos presentes naquela casa; e Judas então reclama:— Porque não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros,e não se deu aos pobres? E o mestre respondendo o advertiu: — Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.

Quando abortamos sonhos.

Quando falamos de aborto imaginamos logo uma criança que tem roubado o seu direito de vir ao mundo, mas nunca refletimos sobre os sonhos que abortamos mesmo antes deles nascerem perto de nós.Abortamos por que as vezes sentimos medo de lhe dar asas ou porque desconhecemos a dimensão que esse sonho pode tomar em nossa vida ou no ciclo do universo em que vivemos.E as vezes também abortamos sem saber se o que está diante de nós é rico ou pobre.Maria estava diante de alguém muito rico em amor e perfeição, alguém que mais tarde daria a sua própria vida pela dela e de tantos outros. Acho que uma coisa é ver e a outra enxergar e é por esse motivo que muitas das vezes, abortamos grandes sonhos que surgem diante de nós como sementes tão franzinas, mas que possui no seu interior a essência de vida. Uma vida que por muitas das vezes não permitimos germinar, brotar e crescer no meio de nós e que matamos antes mesmo dela despontar, usando armas que muitas das vezes desconhecemos. A principal delas, a ignorância de certas doutrinas fortalecidas por alguns dos que se dizem pregadores e na sua ânsia de querer ser grandes e notáveis, esmagam seres humanos antes mesmo de eles nascerem para Deus.


As mais preciosas sementes.

Um ser humano que chega a uma igreja seja ele homossexual dependente químico morador de rua, lésbica, feio, marginalizado, ex-presidiário e etc. Deve ser encarado como uma preciosa semente que regada com o nosso amor, pode se transformar em um grande sonho. Ou melhor, será que aquele que chega já não é um sonho de Deus que até pode ter aparência de pobre, mas que na verdade é rico por possuir dentro de si a essência de vida que o mundo precisa?



Judas apenas viu,mas Maria enxergou.

Naquela ocasião Judas apenas viu, mas Maria enxergou e por ter o dom de enxergar, deu o melhor de si para o seu próximo. E você?O que tem de melhor para oferecer a quem está ao seu lado?Maria perfumou os pés do mestre com o melhor perfume; deixando para nós o exemplo de que também podemos impregnar alguém com a melhor e mais cara essência que possuímos “O amor!”.

Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.