sábado, outubro 13, 2012

voo azul,voos noturnos

Quando disse a alguém sobre essa minha dupla personalidade alguém apenas me assegurou que isso a que chamo de dupla personalidade é apenas imaginações de meus voos noturnos.Lugares onde vou quando quero fugir de mim mesmo e se isso me confunde prefiro ousar em dizer que não sou o sobrenatural das coisas que me apavoram mas simplesmente o esboço de minha capacidade em estar sempre desenhando aquele voo azul onde me disfarço e fico escondido do mundo sem querer perceber os seus muitos atalhos.E concluímos:As vezes nos perdemos nos atalhos do caminho e confundimos os nossos sentimentos,porém nos momentos dos mais terríveis desatinos é que nos vemos interiormente e encontramos a direção certa,pois é de dentro de cada um de nós que surge a resposta como uma estrela a apontar o caminho certo.Portanto nunca fuja de si mesmo pois o outro lado que você ignora talvez seja o mais sábio para te apontar o sucesso.Vá sempre com Deus sem esquecer de você mesmo.


 Dupla personalidade

Se hoje me calo
E arrumo os armários
É para não parecer que fui um homem relapso
Se andei vazio e descalço
Declaro para todos os fins:"Não foi demência"
Não foi vontade de não ser comum entre todos os homens
Também não  me faltou coerência
Fui coerente até demais
Tive em todo o tempo o desejo de paz
Mas acho que  me afoguei no fogo das terríveis paixões
Fui comprador de ilusões
Que não me quiseram vender
Quase que as desventuras
Desta vida obscura
Fizeram-me render
Tentei me enganar,fingi ignorar
E chorei
Quase cruzei outro caminho
Para não dizer que caminhava sozinho
Para manter as aparências...
Andei com eles,mas não consegui ser igual
E com elas,fui sal sem sabor de sal
Tentei até desvendar os mistérios de minha dura realidade
Só não escondi de mim mesmo
Minha dupla personalidade.
Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.