Postagem em destaque

Quanto vale a minha vida?

 Quanto vale a minha vida?Você já fez uma avaliação sobre isso?Questionamos o valor de tantas coisas materiais e brigamos acirradamente...

sábado, outubro 13, 2012

Como fazer novas amizades

Como fazer novas amizades quando parece que a nossa capacidade para isso já se esgotou?Quando ninguém mais acredita na nossa forma de amar e nos deixa a mercê daquela solidão que apenas nos sufoca?Amigo é o que chega quando todos já se foram.Só mesmo quem já sofreu o frio da solidão gerada pelo abandono;Quem muito foi aplaudido e aclamado nas horas de sucesso e depois se viu tão desprezado e espezinhado pelos muitos falsos admiradores,é que realmente sabe discernir uma joia verdadeira entre muitos falsos brilhantes ;e então com riqueza de sentimentos sabe descrever o que é verdadeiramente ter um amigo.Escrevi esse poema quando me vi sozinho,quando os aplausos se tornaram apenas ecos na minha imaginação.E mesmo sem ter mais forças para continuar,o fiz como forma de gratidão à José Carlos de Sales Leite o amigo que ficou quando em meu universo não havia mais ninguém.


Eu só queria um amigo

Eu só queria um amigo
algo que se tornou joia rara
alguém para conversar comigo
é disso o que eu preciso
em meio aos meus tantos porquês
pois, se a vida me desmascara
me traz angústia e aflição,
e o mundo se apresenta como a maior perfeição,
queria mostrar a minha cara
e abrir esse meu coração.
Pois o porquê que me arrebenta é esse cordão umbilical
é esse gosto de sal que se mistura com fel
é esse meu jeito de amar somente a quem não me ama
é deitar-me em minha cama e desejar o mel do amor
é ainda ser um sonhador, sentir o frio e o calor
e, além disso, imaginar...
que ainda vou renascer, matar para não morrer
plantar e depois colher, e lutar para viver...
É para isso que eu queria um amigo
para falar, para me ouvir
e comigo dividir esses tantos detalhes da vida
para mostrar essa lágrima contida
que já não pode escorrer pelo meu rosto
para demonstrar meu desgosto e entender a minha fraqueza
para dividir o pão, a alegria a dor e a tristeza
para falar de perdão, estar comigo à mesa
para ganhar um gesto sublime, um beijo sincero na face
uma palavra, um abraço sem preconceito ou disfarce
para obter um sorriso e também um meigo olhar
eu só queria um amigo
para compreender e amar!

Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.

- See more at: http://blogsdesucessos.blogspot.com.br/2013/11/botoes-flutuantes-compartilhamento-addthis-vertical.html#sthash.tWry0QzJ.dpuf