Postagem em destaque

Quanto vale a minha vida?

 Quanto vale a minha vida?Você já fez uma avaliação sobre isso?Questionamos o valor de tantas coisas materiais e brigamos acirradamente...

sábado, dezembro 01, 2012

Auto-retrato

O que se agiganta dentro de nós nos momentos sombrios em que a desilusão se apresenta como mestra dando a sua palavra final,é apenas a falta de esperança que tarda em dar o seu brado.Mas se rejeitamos o fracasso e aceitamos os desafios de um novo começo é porque ainda temos fôlego para a batalha e acreditamos na revolução que se faz dentro de nós nos momentos em que o mundo diz não mas o valente que abrigamos no peito se dispõe para mais um duelo.Enquanto houver vida é preciso viver.



Auto retrato

São os homens que dizem
Que o meu tempo de colher não chegou
Que o meu tempo de plantar ainda não findou
Que o meu sorriso jamais terá fim
Que a força que ainda há em mim
Tem forças para continuar...
Mas quem poderá constatar
As evidências de meu corpo mortal
Se eu mesmo já não me aventuro
E para todos asseguro
Que chegou o meu ato final
O meu tempo de colher chegou sim
A minha história não terminará com um fim
Porque espero a metamorfose...


Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.

- See more at: http://blogsdesucessos.blogspot.com.br/2013/11/botoes-flutuantes-compartilhamento-addthis-vertical.html#sthash.tWry0QzJ.dpuf