Postagem em destaque

Quanto vale a minha vida?

 Quanto vale a minha vida?Você já fez uma avaliação sobre isso?Questionamos o valor de tantas coisas materiais e brigamos acirradamente...

terça-feira, janeiro 22, 2013

Fenecer


Muitas das vezes ignoramos nossas fragilidades e com isso esquecemos o quanto precisamos uns dos outros.Esquecemos também o quanto somos falíveis e em determinados momentos vamos precisar de uma força superior.Através deste poema quero lhes apresentar um amigo.Alguém que no seu mais profundo instante de solidão,certamente estará com você.



 Fenecer


 Jesus!
Quando eu não puder mais sorrir
Quero a tua presença sentir
Quando me perder em meus embaraços
Vou querer estar em teus braços.
Pois se perdido eu estiver
Com o meu sorriso enrijecido
Vou querer recostar em teu peito
E ter o meu coração aquecido.
E deixarei que me abrace
E deixarei que me alcance
E deixarei que me aqueça
Com esse olhar incessante.
Pois tu Jesus és o único que me ama
Quando ninguém  mais me reconhece
Tu me aceitas e de nada reclama
Quando então minha vida fenece.


Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.

- See more at: http://blogsdesucessos.blogspot.com.br/2013/11/botoes-flutuantes-compartilhamento-addthis-vertical.html#sthash.tWry0QzJ.dpuf