Postagem em destaque

Quanto vale a minha vida?

 Quanto vale a minha vida?Você já fez uma avaliação sobre isso?Questionamos o valor de tantas coisas materiais e brigamos acirradamente...

quinta-feira, abril 23, 2015

Quanto vale a minha vida?


 Quanto vale a minha vida?Você já fez uma avaliação sobre isso?Questionamos o valor de tantas coisas materiais e brigamos acirradamente pelos minimos detalhes;sugerimos preços,aceitamos e recusamos ofertas mas nunca refletimos que dentro de cada um de nós existem dádivas muito mais preciosas do que aquilo que vemos,trocamos,compramos e vendemos no nosso dia a dia.É preciso entender que somos fontes inesgotáveis de adubos que podem espalhar muitas sementes de felicidades mundo afora tornando o universo um enorme canteiro onde a vida seja um imenso jardim a ser cultivado a cada novo instante.

 Amor enxerto da vida no escuro do mundo


Só agora posso admitir o quão difícil é administrar uma dor quando nos sentimos sozinhos sem conseguir enxergar um horizonte a nossa frente. Quando nos sentimos tão frágeis e sem esperanças e não  conseguimos compreender entre tantos embaraços que, mesmo quando estamos no escuro do mundo achando que ninguém nos vê sempre existirá o olhar atônito de alguém, a nos procurar e nos dar a certeza do quanto somos amados. Entretanto talvez o mais difícil seja mesmo percebermos isso nesse momento. E muitos quando não encontram uma saída procuram atalhos e assim são arrancados de nós de formas tão surpreendentes. Quem sabe o problema esteja aí. Nunca declaramos o nosso amor para com aqueles que gostamos. Nunca asseguramos o tamanho da nossa admiração por aqueles que nos cercam e nos fazem tão bem mesmo quando não esboçam palavras, mas dizem tudo através de gestos. Nunca anunciamos a nossa gratidão a alguém para que se sinta tão útil e tão importante enquanto está entre nós. Muitas das vezes esquecemos que a essência de uma única frase pode mudar os rumos de alguma coisa como: Evitar a lágrima e a agonia de alguém que menosprezamos e lentamente está morrendo tão perto de nós sufocado pela tristeza e a frustração. Nunca refletimos sobre isso: Que existem armas tão silenciosas como a tristeza, a frustração, a desilusão, a desesperança e tantas outras coisas que aos poucos vão furtando de nós aqueles que sentenciamos com o nosso silêncio e, por nunca refletirmos sobre isso, sempre deixamos de esboçar um gesto de amor ou dizer alguma coisa importante para aqueles que amamos; algo como uma palavra ou uma frase que se perpetue no coração. Quem sabe não seja essa única frase dita por nós em um instante qualquer o algo mais forte a ecoar dentro de alguém no auge de seu maior desespero e o impeça de tomar certas decisões como violentar a própria vida. O que sei é que muitas das vezes damos muita importância a tantas coisas que nos fazem sofrer e nunca compreendemos isso: Que por mais esquecidos, incompreendidos e insignificantes que possamos nos sentir, sempre existirá um alguém a nos oferecer um amor sobrenatural e incondicional e que quando somos amados dessa forma; certas coisas já não nos importam. Então doe esse amor e receba esse amor sem questionar a aparências, pois as aparências de certas coisas simplesmente só nos impedem de ser felizes...

Tony Caroll


2 comentários:

  1. Bello Tony sigue con tus cosas , suerte y saludos,

    ResponderExcluir
  2. Olá Hortência.Muito obrigado pelo seu comentário e também pelo incentivo.Muito êxito para você também.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.

- See more at: http://blogsdesucessos.blogspot.com.br/2013/11/botoes-flutuantes-compartilhamento-addthis-vertical.html#sthash.tWry0QzJ.dpuf