domingo, fevereiro 02, 2014

Achei! Uma boneca de ouro


Uma das coisas mais bonitas que pode acontecer no decorrer de nossa existência é aprender a amar e descobrir o quanto somos  amados por alguém. E nessa busca meio alucinada de reencontrar pessoas que um dia fizeram parte de nossas vidas achei aqui alguém que um dia se fizera tão especial, tornou-se minha fonte de inspiração, mas depois virou saudade. Era quase década de noventa quando convivi com Rúbia de Aquino Brasil aquela chefa de trabalho que todos gostariam de ter tido um dia. Eu era um Office boy dentro de uma grande empresa, na verdade um menino meio bobo que gostava de fazer poesia e só estava ali pelo salário que recebia. Costumava sentar ao lado dela que era tão jovem o quanto eu, mas irradiava brilho como uma grande estrela. Rúbia era uma dessas pessoas que no seu modo meio travesso de ser sempre roubava a cena atraindo a atenção de todos só para si. E eu sempre tão calado apenas a admirava às vezes tentando sufocar o riso diante de suas peripécias. Ela não era uma dessas chefas fechadas e sim uma criatura tão espontânea  dessas que todo mundo gosta de ter ao seu lado. A sua alegria esfuziante às vezes incomodava, mas era o seu jeito tão dócil que às vezes deixava escapar o algo que me fazia entender que ali dentro daquele coração residia um grande ser humano. Alguém que com o seu jeito meio diferente de amar parecia me perseguir e ter prazer em me deixar aborrecido. Coisa que só vim entender mais tarde. Porém o mais interessante em tudo isso é que em meio as nossas rusgas sempre existiam aquelas voltas e eu continuava admirando-a tanto a ponto de um dia compor uma poesia inspirada nela "Boneca de pano" a qual fiz questão de escrever na dedicatória de um livro quando junto com colegas de trabalho lhe presenteamos pela passagem do seu aniversário. Esse poema era a cara dela... Daquela  menina tão travessa com jeito de moleca que transitava o tempo todo com aquele entusiasmo de sempre pelos corredores da Cyrus Impressos Contínuo.

images

























Boneca de pano

Menina bonita
Levada da breca
Ninguém acredita
Parece boneca.

Boneca de pano
Em feitio de trapo
Coração humano
Às vezes farrapo.

Boneca menina
Sete anos de idade
Levada, traquina
Cor de felicidade.

Ontem criança
Flor bem-me-quer
Amanhã a lembrança
De uma rosa mulher!

As boas recordações e os bons conselhos.

 Algo bem interessante  é que na nossa história de vida algumas pessoas criam raízes lá no fundo do coração da gente e jamais ficam esquecidas. Rúbia apesar de muito descontraída e espontânea às vezes se mostrava tão enérgica a ponto de me deixar atônito e com aquela vontade súbita de sumir e nunca mais retornar  pois se era tão traquina, quando o assunto era trabalho sabia cobrar com muita seriedade. Uma coisa que jamais esqueci foi o seu jeito  determinado de me dizer que eu tinha que ter iniciativa e isso era o que mais me aborrecia, pois traduzia  como ofensa, e entendia o seu conselho como se estivesse me chamando de relapso. Porém se pessoas tão marcantes ficam guardadas para sempre dentro do coração da gente, os seus gestos brotam a cada instante em que precisamos ouvir de dentro de nós alguma coisa que nos faça enfrentar grandes desafios. E foi assim que durante tantas vezes ao longo dos anos   consegui vencer muitos obstáculos porque naqueles momentos em que tudo parecia perdido e eu me achava sem forças para continuar a voz de Rúbia parecia ecoar dentro de mim daquele mesmo jeito de antes me dizendo "Para ter iniciativa.”.

O reencontro maravilhoso.

Um dia desses tive a felicidade de reencontrar Rúbia de Aquino Brasil no Facebook e descobrir que a minha boneca de pano se tornou essa Linda Mulher!

1467346_543189822422383_820776135_n
Rúbia de Aquino Brasil

Hoje então tive a "iniciativa" de escrever esse artigo sobre ela porque, nunca sabemos se teremos todo tempo do mundo para dizer a  alguém que admiramos o quanto o amamos e o quanto esse alguém   foi ,é ou será tão importante para nós.

Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.