segunda-feira, julho 17, 2017

História infantil o rato roeu a roupa

História infantil: O rato roeu a roupa do rei naquele dia em que todos os amigos do leão estavam quase prontos para irem a festa da primavera na casa de dona formiga. Mas ninguém podia imaginar quem fora o responsável por toda aquela bagunça nas roupas de todos os convidados. 

O rato roeu a roupa do rei! Disse alguém quando o viu sair de seu esconderijo e assumir a culpa por toda aquela confusão.
Você já viu um leão casado com uma abelha? 

E um gato persa que exerce a profissão do mais notável carteiro e todos os dias visita as muitas residências de uma floresta trazendo boas notícias para os seus habitantes? 


Esses são apenas alguns dos personagens desta trama divertida responsável por arrancar muitas gargalhadas de uma plateia que mergulha no mundo das maravilhosas fábulas e por algumas horas se deixa levar pelas asas da imaginação.

Naquele dia tudo parecia muito tranquilo na casa do rei leão que lambuzando-se com aquela cuia cheia de mel fez questão de apresentar ao público a sua linda esposa “a senhora abelha” que apaixonada não hesitava em demonstrar a sua vaidade de ter o rei leão como seu esposo o qual ela fazia questão de cuidar com tamanha dedicação indo todos os dias a colmeia produzir o alimento preferido do seu amado.
 
E foi exatamente nesse momento que o gato carteiro apareceu todo garboso para trazer um convite ao casal. Mas que convite seria aquele que entusiasmou tanto ao rei leão fazendo esquecer a sua cuia de mel por um momento e dar tantas gargalhadas ao ponto de rolar no chão?
  
Seriam convites de casamento?

O mais interessante é que tanto o rei leão quanto a abelha rainha ficaram tão felizes e juntos resolveram organizar roupas, calçados e adereços para vestir a todos os amigos os quais pretendiam levar para atender o tal convite. 



E a casa da senhora abelha de um momento para o outro parecia ter se transformado em uma loja de roupas em meio a tanta euforia. Porém o inevitável tinha que acontecer justo na hora em que todos iam se preparar para a tal festa.



Vinte e um anos de um rei risonho.


O lançamento deste livro nesse momento acontece em face de um belo e inusitado aniversariante “um rei risonho” que na década de noventa surgiu dentro de uma das mais belas fábulas como uma sutil peça de teatro que chegou à época para rejeitar e superar aquelas histórias infantis que apenas subestimavam as nossas crianças; onde o velho bordão sempre estava de pé, pois, em se tratando de peças infantis argumentava-se que para crianças qualquer coisa servia e as enganavam com personagens sem pé nem cabeça e ideias alienadas que muitas das vezes as deixavam sem entender nada do que viam nos palcos.

Porém quando um enorme leão surgiu comendo mel produzido por uma minúscula abelha e dando tantas gargalhadas de tanta felicidade pôde-se então perceber que para crianças tem que se oferecer o melhor ainda que seja uma história inventada e cheia de fantasias.
Vale a pena mergulhar nesse mundo fantástico!




0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.