Postagem em destaque

Quanto vale a minha vida?

 Quanto vale a minha vida?Você já fez uma avaliação sobre isso?Questionamos o valor de tantas coisas materiais e brigamos acirradamente...

sexta-feira, novembro 09, 2012

O elo entre o ator e seu personagem.

Interpretar um personagem é o mesmo que revelar o estado de alma de um ator e revelar o estado de alma de um personagem é um desafio que requer o trabalho de qualquer ator. Assim sendo, todo aquele que se dispõe a fazer teatro, deve entender que teatro é um trabalho constante que não deve admitir certas tréguas, pois, se o corpo e a mente se entregam ao cansaço dos exercícios, o ator volta ao seu estado comum e se entrega apenas ao sonho do fazer, tornando-se algum espectador.
O elo entre ator e personagem.
Diante disso enfatizamos aqui que, que o ator ou quaisquer grupos devem estar naquela busca constante do aprendizado entregando o seu corpo físico as diversas transformações. Assim sempre será necessária a prática, pois é a prática que o levará a assumir as responsabilidades com os seus respectivos personagens.
                                           

                                                      A alma de cada personagem


Todo personagem tem uma alma, mesmo aquele que foi criado para não tê-la e se a alma do ator deseja manifestar-se de alguma forma expondo toda a sua beleza de sentimentos, o ator deve entender também que a alma de cada personagem precisa ser revelada de alguma forma. Isso pode parecer complicado a principio, mas se o ator procurar compreender que os anseios de cada personagem são como os seus anseios, então irá assegurar para si mesmo que existe um elo entre ator e personagem e, é esse elo que os faz cúmplices em toda trama. Quando um ator entende que o seu corpo precisa quebrar rituais e mecanismos, sentir emoções, ter harmonia com o elenco e etc. Ele também entende que o seu personagem necessita de tais coisas e,quando ele não se mostrar mais tão egoísta em relação a isso,nutrirá também dentro de si certo amor pelo seu personagem e então passará a integrar-se com ele, dando-lhe tudo aquilo que ele anseia ter.É como se o seu personagem fosse um espelho dentro dele mesmo, onde ele deve alimentar esse espelho com toda fé. A fé cênica se constitui em acreditar fielmente naquilo que ele, o ator está interpretando e se essa fé cênica for compreendida em relação a cada personagem, então o ator passará a interagir melhor com ele e isso o incentivará a compreender a alma de seu personagem. Sendo assim, o ator será sempre um corpo que se empresta ao seu personagem, uma alma que o compreende e luta para lapidá-lo a todo instante enquanto o personagem sempre será uma alma que busca um corpo para revelar a sua grandeza!
Tony Caroll.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.Ele será muito importante para nós.

- See more at: http://blogsdesucessos.blogspot.com.br/2013/11/botoes-flutuantes-compartilhamento-addthis-vertical.html#sthash.tWry0QzJ.dpuf